ARGÉLIA

argeliaA Argélia é um país do norte da África, independente desde 1962. É o maior estado do continente africano desde julho de 2011 (quando o Sudão do Sul se tornou independente). Tem cerca de 39 milhões de habitantes, 99% muçulmanos.
O primeiro missionário do PIME chegou ao país em 2006. Atualmente, os missionários do PIME atuam na capital e em Touggourt, uma cidade de oitenta mil habitantes, a 700 km ao sul de Argel.

BANGLADESH

BangladeshO Bangladesh está localizado no delta do Ganges. O país conquistou sua independência em 1971. Com seus 161 milhões de habitantes, é o sétimo país mais populoso do mundo; a extensão é relativamente pequena (como o centro-norte da Itália), isso significa que a densidade populacional está entre as mais altas do mundo. Os habitantes são em sua maioria muçulmanos (89%) com minorias hindus (9%), cristãos (0,3%), budistas e animistas. Os missionários do PIME estão presentes em Bangladesh  desde 1855. Eles estão atualmente ativos em 3 das 6 dioceses do país (Dhaka, Dinajpur e Rajshahi).

CAMBOJA

CambojaIndependente desde 1953, o Camboja – um dos menores países asiáticos – tem uma população de 15 milhões.
95% da população é de etnia Khmer, com minorias vietnamitas e chinesas. O budismo theravada é a religião predominante (93%), mas há minorias muçulmanas. A comunidade católica é composta por cerca de 20 mil fiéis.
Os missionários do PIME atuam no país desde 1990. Eles trabalham no vicariato apostólico da capital Phnom Penh e na prefeitura apostólica de Battambang.

BRASIL

BrasilO PIME chegou ao Brasil em 1946, quando o País tinha 97 dioceses (hoje são mais de 260). Desde então, a presença da instituição se concentrou em algumas áreas da imensa Amazônia e no sul do País.
Em poucas décadas, os missionários do PIME fundaram as dioceses de Macapá e Parintins na região amazônica; no sul de Mato Grosso, a diocese de Jardim, na fronteira com o Paraguai; na parte centro-sul do país, 70 paróquias foram instaladas em cinco estados (São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais, Rio de Janeiro).

Veja as presenças dos missionários do PIME no Brasil

CAMARÕES

CamarõesIndependentes desde 1960, os Camarões estão localizados na África Equatorial. A capital política é Yaoundé, mas a cidade economicamente mais importante é Douala. A maioria da população é cristã (53%); seguida pelos muçulmanos (22%) e animistas (15%).
O PIME está presente nos Camarões desde 1967, quando, em colaboração com a diocese de Treviso, assumiu a missão de Ambam no sul do país. Hoje as missões do PIME estão localizadas na capital e no extremo norte do país, em grande parte muçulmano. Desde 2010 foi criada em Yaoundé uma comunidade de formação que reúne todos os seminaristas do PIME da África.

CHINA/HONG KONG

ChinaEm 10 de abril de 1858, o padre Paolo Reina, um dos primeiros missionários do então Seminário Lombardo para Missões Exteriores, chegou a Hong Kong, no extremo sul da China. Naquela época, Hong Kong era (e assim permaneceria até 1997) uma colônia britânica.
A chegada dos primeiros missionários do PIME na China continental, precisamente no Centro-Norte (províncias de Henan e Shaanxi), aconteceu em 1869-1870. Hoje, a Pime está presente na China continental na cidade de Guangzhou (Cantão) e em Hong Kong.

COSTA DO MARFIM

Costa do MarfimIndependente desde 1960, foi por muito tempo (até a guerra civil de 2000) um dos países mais pacíficos e ricos não só na África Ocidental, mas em todo o continente, tanto que foi chamado de “a Suíça da África”.
O PIME é presente na Costa do Marfim desde 1973, em apoio aos sacerdotes fidei donum das dioceses de Gorizia e Belluno-Feltre. Os padres do PIME estão presentes atualmente nas dioceses de Bouaké e Odienné.

FILIPINAS

FilipinasA presença do PIME na ilha de Mindanao, no sul do País, sempre foi motivada pela busca de diálogo com os muçulmanos (com a fundação do Movimento Silsilah de Diálogo Islâmico-Cristão) e pela atenção às populações tribais não cristãs.
Desde o início até hoje, o Pime trabalhou e trabalha na região metropolitana de Manila e em algumas dioceses próximas, bem como nas dioceses de Zamboanga, Pagadian, Kidapawan, Dipolog e na prelatura de Ipil, na ilha de Mindanao e na ilha de Antique.

JAPÃO

JapãoOs missionários do PIME chegaram ao Japão pela primeira vez em 1950. Eles vieram diretamente da China, de onde foram expulsos por causa da perseguição comunista. Pouco tempo depois, jovens missionários vindos da Itália se juntaram a esse grupo.
Inicialmente eles receberam as áreas de Saga e Yamanashi, entre as mais desfavorecidas do país. Atualmente o PIME está presente em 5 dioceses: Tóquio, Yokohama, Saitama, Hiroshima e Fukuoka.

GUINÉ BISSAU

Guiné BissauEx-colônia portuguesa, a Guiné-Bissau – um dos menores países da África – é independente desde 1974. Os habitantes são cerca de um milhão e meio. Os missionários do PIME estão presentes na Guiné-Bissau desde 1947. Do decurso do trabalho deram prioridade sobretudo aos ambientes mais rurais, procurando os últimos em todos os sentidos: humano, espiritual, cultural e social.
Grande foi a contribuição para o crescimento da Igreja local, fundando o seminário diocesano, a Caritas, o Rádio, o Centro de espiritualidade e muitas outras realidades diocesanas. A segunda diocese (Bafatà) fundada em 2001 foi confiada a um missionário do PIME, Dom Pedro Zilli.

ÍNDIA

ÍndiaA Índia é uma das mais antigas missões do Instituto (o PIME está presente desde 1855), que deu origem a 13 dioceses neste vasto país. A última nascida é a diocese de Gulbarga (2005). Desde o início, os missionários trabalharam em Andhra Pradesh. Muitos missionários também foram para Bengala; seu trabalho continua no Bangladesh atual.
A região do PIME na Índia está se tornando indiana: em 1989, o PIME decidiu abrir seminários e teologias menores na Índia; desde então, todo ano, muitos estudantes entram nele. Vários missionários indianos já trabalham em outros países do mundo.

ITÁLIA

ItáliaO PIME nasceu na Itália em 1850 como “Seminário Lombardo para as Missões Exteriores” e em 1926 se unificou com o “Seminário Pontifício dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo de Roma para as Missões Exteriores” por vontade de Pio XI.
O instituto tem várias casas em várias regiões da Itália e uma rede de realidades que visam à animação missionária, à comunicação social, à formação de futuros missionários, o apoio financeiro de missões, à assistência de missionários doentes e idosos.

MÉXICO

MéxicoNa diocese de Acapulco, localizada no sul do país, em frente ao Oceano Pacífico, em 1992, teve início a primeira presença missionária do PIME, em resposta a um convite das Irmãs Franciscanas Mexicanas de São José.
Em 2015, o PIME abriu uma nova presença na diocese de Ecatepec de Morelos, nos arredores da Cidade do México, iniciando uma missão entre a população pobre da região, composta em grande parte por tribos que se deslocavam das áreas rurais para as periferias da grande metrópole mexicana.

PAPUA NOVA GUINÉ

Papua Nova GuinéÉ o segundo estado da Oceania por extensão depois da Austrália. Cerca de 70% dos habitantes são de religião cristã. Um terço da população pertence à Igreja Católica.
O PIME retornou à Papua em 1981, mais de um século após a chegada do primeiro contingente do então Seminário Lombardo para Missões Exteriores. A presença dos missionários se encontra na diocese de Alotau – onde os primeiros missionários do PIME trabalharam e onde o beato Giovanni Mazzucconi foi martirizado – Port Moresby, Madang e Vanimo.

ESTADOS UNIDOS

Estados UnidosO PIME chegou à margem ocidental do Atlântico em 1947, a convite do cardeal Edward Mooney, de Detroit, que precisava de padres para cuidar de imigrantes italianos na área industrial de Detroit.
Atualmente, o PIME cuida da histórica paróquia de São Francisco, nos subúrbios ao norte de Detroit. Outras paróquias governadas pelos padres do PIME são a paróquia de Todos os Santos, também em Detroit, e a St. Anne’s em Nova York. Desde 2015, começou no Brooklyn uma presença com a comunidade chinesa.
O Centro Missionário do PIME em Detroit, centro operacional da presença do Instituto, coordena a organização de várias atividades de animação missionária com a publicação da revista “PIME World” que está obtendo sucesso.

TAILÂNDIA

TailândiaÉ um dos principais países do sudeste asiático. Tem cerca de 70 milhões de habitantes, dos quais 95% são budistas. Os cristãos constituem uma pequena minoria: os católicos são cerca de 0,5% da população. A abertura da missão do PIME na Tailândia remonta ao 1972. Duas áreas principais de compromisso: com o mundo budista tailandês na capital Bangkok e com as minorias tribais do norte, as chamadas tribos das montanhas. Particular atenção também é dada às atividades de diálogo com o budismo, à proximidade com os últimos na favela da capital e aos deficiente físicos e mentais do norte do país.