SE EU TIVESSE QUE ESCOLHER

Se eu tivesse que escolher uma relíquia de sua Paixão

Gostaria de ter exatamente esta bacia cheia de água suja.

Girar o mundo com esse recipiente

E a cada pé cingir-me da toalha

E me inclinar lá em baixo,

Jamais levantando a cabeça mais que a panturrilha

Sem distinguir os inimigos dos amigos.

E lavar os pés do vagabundo, do ateu, do viciado,

Do preso, o assassino, dos que não me cumprimentam mais,

Desse companheiro para quem eu nunca oro.

Em silêncio.

De modo que todos percebam no meu

o Seu Amor.

Madeleine Delbrel

Quem é Madeleine Delbrel

delbrelokMadeleine Delbrêl foi uma mística cristã, assistente social, ensaísta e poetisa. Aos 20 anos experimentou o que disse ter sido uma “tempestuosa conversão”.

Madeleine nasceu a 24 de Outubro de 1904 em Mussidan-Dordogne, na França. Sua família não praticava o catolicismo, embora tenha feito a primeira comunhão aos 12 anos, fato que anos mais tarde considerou como uma festa social. Aos 16 anos depois de estudar Filosofia e Artes, em Paris, decidiu-se pelo ateísmo.

Poucos anos depois, dois fatos abalaram suas convicções. Em 1923, seu noivo a deixa para entrar para um convento e um ano depois, seu pai vem a falecer.

Em 1924, essas duas realidades levaram Madeleine a rezar, a buscar compreensão sobre a vida. Buscou inspiração em Santa Teresa de Ávila que sugeria pensar silenciosamente em Deus, pelo menos cinco minutos por dia. “Eu decidi rezar […] mas foi Deus que me encontrou e eu encontrei-O como o Vivente que se pode amar como uma pessoa concreta” registrou Madeleine anos mais tarde.

Por incentivo do padre Abade Lourenzo começou a trabalhar em uma paróquia e acreditava que Deus devia acontecer entre as pessoas. Na cidade de Ivry, pagã e marxista, marcada pela industrialização, Madeleine começou a trabalhar com duas amigas em um centro de assistência social. Logo depois inicia os estudos no curso de assistência social. Nessa época, trabalha lado a lado com comunistas reforçando ainda mais sua ação junto às realidades mais contrastantes da época. Embora fascinada pelo comunismo, rejeitava seu fundamento ateu. Para ela, o ser cristão era inseparável do ser Igreja. “Cada vez que uma ação conjunta com os camaradas representava um ato direto ou indireto contra Deus, recusei-me. E, sempre que era necessário, eu dava minhas razões: as palavras de Cristo”.

Para Madeleine a conversão inspirava uma mudança radical. Eis alguns registros em seus livros:

“A conversão é um acontecimento violento. Desde suas primeiras páginas, o Evangelho chama à ‘metanoia’: convertei-vos, isto é: voltai-vos, já não olheis para vós mesmos, voltai vosso olhar para mim”.

“Conversão é um momento decisivo que nos distancia do que sabemos sobre nossa vida, a fim de que nós, olhos nos olhos com Deus, aprendamos dele o que Ele acha de nossa vida e o que quer fazer dela”.

A Igreja, a 12 de Maio de 1993, deu entrada no seu processo de beatificação e, Madeleine Delbrêl foi declarada Serva de Deus.

São João Paulo II, em discurso a bispos franceses, em 2004, ano do centenário de morte de Madeleine, lembrou o seu empenho pelo Evangelho.madeleineok

“[Madeleine] participou na aventura missionária da Igreja na França no século vinte, sobretudo na fundação da Missão da França e do seu seminário em Lisieux. Possa o seu testemunho luminoso ajudar todos os fiéis, juntamente com os seus pastores, a enraizarem-se na vida ordinária e nas diferentes culturas, para fazerem penetrar nelas, mediante uma vida cada vez mais fraterna, a novidade e a força do Evangelho!”.

Para a Serva de Deus, evangelizar não significava converter, mas cumprir sua missão ao manifestar alegria pelo que anuncia. “Evangelizar significa falar para anunciar a ‘boa notícia’. Significa dirigir-se a alguém a fim de anunciar-lhe uma alegre mensagem”.

Madeleine Delbrel morreu a 13 de Outubro de 1964, em Ivry. Suas obras transmitem a felicidade que ela experimentou no encontro com Deus e que ela queria transmitir a todos.

1 Comentário

  • Eliane 4 de maio de 2016 17:15

    Que pessoa extraordinária Madeleine Delbrel! Testemunho de vida e poema lindos!

    PIME ANIMAÇÃO, página bem feita. Se vê e se sente, o cuidado e o zelo, com as coisas do Senhor!

    Parabéns aos responsáveis! Uma bênção vocês!

    Att. Eliane

Adicionar comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos requeridos são marcados com *