Em Ibiporã, o envio do padre Estevão na nova capela do PIME

por André Guerra (Missionário leigo da Associação Leigos do PIME)

8 de dezembro, Ibiporã (PR) –  Houve neste fim de semana na casa do PIME em Ibiporã a festa das famílias dos missionários do PIME. A ocasião teve uns detalhes especiais não apénas porque coincidiu com a festa do envio do padre Estevão Magro, pronto para ir para a missão do Mianmar, mas também porque pela primeira vez foi celebrada uma missa na nova capela da casa do Pime, que será inaugurada no próximo mês de janeiro.

A missa de domingo, solenidade da Imaculada Conceição, foi celebrada na nova capela e presidida pelo padre Pedro Facci, superior regional do PIME no Brasil (que douo uma relíquia de Nossa Senhora para a nova igreja que será dedicada à Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos, padroeira do PIME), também concelebraram os outros coirmãos do Instituto que moram e trabalham em Ibiporà.

Durante a missa, padre Estevão Magro recebeu o crucifixo missionário e rezou (na frente da comunidade de Ibiporà, dos coirmãos, dos seus pais e da sua irmã) a oração do envio, escrita pelo bem-aventurado João Batista Mazzucconi. No começo de 2020, padre Estevão, originário do Minas Gerais, irá para a missão do PIME em Mianmar, é por isso que padre Estevão recebeu o crucifixo pelas mãos do padre Gabriel Than Win Aung, paroco da paróquia São Rafael de Ibiporã, missionário do PIME originário de Mianmar. O padre Estevão será o primeiro missionário brasileiro trabalhando no Mianmar.

Durante a missa padre Pedro Facci contou a história de oito padres do PIME cujos restos mortais foram retirados de São Paulo para serem enterrados no cemitério de Ibiporã. Lembrado o “Sim” de Maria, aproveitando do “Sim” do padre Estevão, padre Pedro Facci contou ao povo as histórias do “Sim” dos padres falecidos que trabalharam varios anos no Brasil e na região de Londrina.

Os padres que serão enterrados no cemitério de Ibiporã são: padre Ferrante Bizioli, padre Luigi Gargioni, padre Antonio Luvio, padre Aldo Da Tofori, padre Giacomo Garofoli, padre Ouvidio Gerlero e padre Mario Scacheri. Com eles também os restos mortais do irmão Alvise Zorzi.

1 Comentário

  • CeciliaGarcia 9 de dezembro de 2019 21:37

    Muito lindo. É fazer parte deste momento táo especial para nossa igreja.

Adicionar comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos requeridos são marcados com *