Alguns seminaristas do PIME foram instituídos acólitos na Itália

  vocação missionária  

A instituíção do ministério do acolitado é uma etapa importante durante a formação dos seminaristas que se estão preparando para o sacerdócio missionário. A celebração da santa missa se enriqueceu com momentos característicos das comunidades de origem dos seminaristas.

por Benedito Júnior Lima de Medeiros, seminarista de 1° teologia

 

17 Fevereiro, Monza (Itália) – “A Eucaristia é o apice e a fonte da vida eclesial”, com essas palavras o dom Cesare Bonivento iniciou a sua homilía na celebração da instituição do Ministério do Acolitado de dez jovens seminaristas do PIME na Paróquia de São Geraldo em Monza, a qual pertence o Seminario Teologico Internacional do PIME como comunidade paroquial.

Os seminaristas do segundo ano de teologia, que estão se preparando para o sacerdócio missionario e que receberam o Ministério do Acolitado foram: Éder De Souza Gomes Cordeiro (Brasil) Gregorio Ba Oo (Myanmar), Columban Lahpai Brang San Li (Myanmar), Dhayalan George Chinnappan (India), Dominic Dafader (Bangladesh), Jean-Jacques Folly (Costa do Marfim), Mahesh KALAKOTI (India), Gunaseelan NANATHIKKAM (India), Joseph Udaya Bhaskar Narisetti (India) e Santhosh Somireddypalli (India).

Dom Cesare Bonivento, missionário do PIME e bispo emérito de Vanimo (Papua Nova Guiné) com os novos acólitos, no centro da foto, o seminarista brasileiro Éder De Souza Gomes Cordeiro (Sertanópolis, PR)

O ministério do acolitado foi precedido por vários momentos intensos de preparação, seja por parte da comunidade do Seminario Teologico do PIME como na comunidade paroquial de Sao Geraldo.No seminario se realizou um retiro de dois dias conduzido por Dom Cesare Bonivento, missionário do PIME e bispo emérito de Vanimo (Papua Nova Guiné) e que teve como tema principal a importancia da santidade no Ministério Sacerdotal. Dom Bonivento, por causa da limite da idade, deixou a condução da diocese de Vanimo, em Papua Nova Guiné, depois de vinte e sete anos de episcopado.

o novo acólito Éder De Souza Gomes Cordeiro com outros dois seminaristas brasileiros do PIME; Alan Julio Duarte Dos Santos (esquerda) e Benedito Júnior Lima de Medeiros (direita) juntos com alguns amigos italianos.

Enquanto que na paróquia teve um tríduo com a celebraçao eucarística todas as noites, animada pelos seminaristas do PIME. As homílias realizadas pelo diacono Joseph Kiran, por padre Robert Mathew (vice reitor do seminario) e por Dom Bonivento enfatizaram o tema “Eucaristia e Missao”. O tríduo aconteceu nos dias 13-15 de fevereiro.

Dom Bonivento, referindo-se aos jovens acolitandos na celebraçao dominical disse:

“A Eucaristia deve se tornar o centro do vosso ser e do vosso serviço,e no centro do vosso coraçao deve estar Jesus Eucarístico”.

Fazendo referencia as atividades que os acolitos desenvolverao no seminario e nas paroquias onde fazem atividades pastorais, Dom Bonivento continuou dizendo: “A vos será confiado a tarefa de ajudar os presbíteros e os diaconos no desenvolvimento das suas funções, e como ministros extraordinários, poderão distribuir a Eucaristia a todos os fiéis, em especial aos enfermos”. A celebração foi uma grande novidade para muitas pessoas, porque como o seminario é uma comunidade internacional, a missa se enriqueceu com momentos característicos das comunidades de origem dos seminaristas: cantos e leituras feitas em diversas linguas, ofertório feito em lingua Bété da Costa do Marfim, e uma homenagem indiana “Aarati” com flores e incensos no momento da doxologia da oração eucarística.

A homenagem indiana “Aarati” com flores e incensos no momento da doxologia da oração eucarística.

Durante a tarde teve um belo torneio de futebol entre os seminaristas e os paroquianos, foram sete times e “modestamente” um dos times do seminario venceu o primeiro lugar. Na realidade, todos venceram o trofeu da alegria e da união jogando como amigos e irmãos.

O Seminario Teologico internacional do PIME (neo-acolitos, seminaristas e formadores) agradece ao pároco da Paróquia São Geraldo, padre Massimo Gaio, que acompanhou com um vivo interesse este momento desde o inicio e aos seus colaboradores padre Stefano Chiarolla e padre Luigi Villa. Um muito obrigado a todos aqueles que doaram do seu tempo para assegurar a felicidade e a alegria desse importante momento, que rezaram e que continuam rezando por todos os missionários. Um agradecimento especial ao Dom Bonivento por ter conduzido o retiro de preparação do acolitado e por ter presidido a celebração de instituição deste ministerio.

Adicionar comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos requeridos são marcados com *