Duas estradas divergiam  num bosque em setembro

E lamentando não poder seguir em ambas as vias

E sendo o único viajante, durante muito tempo me lembro

Olhei para uma tão longe quanto eu conseguia

Até onde ela dobrava na descida e sumia

 

Então peguei a outra, parecia boa e vasta

E fosse talvez a mais atraente

Pois estava coberta de grama precisando ser gasta

Embora aqueles que passaram na frente

Tivessem gasto ambas quase igualmente

 

E ambas que aquela manhã igualmente fez

Cobertas por folhas, pegada alguma a manchar

Oh, deixei a primeira para outra vez!

Mesmo sabendo como um caminho leva a caminhar

Duvidei se iria algum dia voltar

 

Devo estar contando isso com a alma cortada

Em algum lugar, há uma distância de tempo imensa:

Divergiam em um bosque duas estradas

E eu escolhi a menos viajada

E esta escolha fez toda a diferença.


 

MTE5NDg0MDU1MjkxOTIxOTM1Robert Lee Frost (São Francisco, Califórnia, 26 de março de 1874 — Boston, 29 de janeiro de 1963) foi um dos mais importantes poetas dos Estados Unidos do século XX.

Frost recebeu quatro prêmios Pulitzer. Saiba mais sobre sua vida e obra clicando aqui.

Adicionar comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos requeridos são marcados com *