A Igreja no Mundo

PIME-Net

 

VATICANO: 16/11/2004
Ecumenismo
A Igreja Católica e as Igrejas Ortodoxas

Publicamos a análise sobre o estado atual das relações da Igreja Católica com as Igrejas Ortodoxas oferecido esta quarta-feira em uma coletiva de imprensa por dom Eleuterio F. Fortino, subsecretário do Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos. Um dos elementos mais importantes do decreto "Unitatis Redintegratio" (UR) --válido ainda aos 40 anos de sua promulgação--, é o das relações com as Igrejas Ortodoxas.

O Concílio exortou a todos, "mas especialmente a quem se propõe trabalhar no restabelecimento da desejada plena comunhão entre as Igrejas orientais e a Igreja Católica", a prestar "adequada consideração à especial condição do nascimento e crescimento das Igrejas do Oriente e à natureza das relações vigentes entre estas e a sede de Roma antes da separação" (UR, 14).

Seguindo esta indicação, estabeleceram-se relações, em tempos e modalidades diversas, e o próprio diálogo teológico com todas as Igrejas do Oriente, com as Igrejas Ortodoxas e as antigas Igrejas do Oriente. O Santo Padre fez uma avaliação geral na encíclica "Ut Unum Sint" (UUS). Sobre o diálogo com as Igrejas ortodoxas, escreveu:

"Com espírito positivo, baseando-nos em tudo o que temos em comum, a Comissão mista (de diálogo teológico) pôde progredir substancialmente" (UUS, 59). Quanto ao diálogo que se leva a cabo com as Antigas Igrejas do Oriente, afirmou: "Com respeito às tradicionais controvérsias sobre cristologia, os contatos ecumênicos fizeram possíveis declarações essenciais tais que nos permitem confessar juntos a fé que nos é comum" (UUS, 63).

Estas relações encontram ainda inspiração e orientação aos quarenta anos do decreto UR, inclusive nas situações de novas possibilidades e de dificuldades imprevistas.

1. O diálogo teológico com as Igrejas Ortodoxas, após um início positivo e recolhidos seus resultados na encíclica UUS, nos últimos 15 anos, encontrou sérias dificuldades e, desde a última sessão plenária (Baltimore, EUA, 2000), não se puderam celebrar outros encontros. Naquela sessão, se discutiu o tema "Implicações eclesiológicas e canônicas do "uniatismo"". Não se pôde traçar um documento comum sobre o argumento. A sessão, contudo, sublinhou a necessidade da continuação do diálogo e pôs em relevo um dado importante para este diálogo teológico. Por ambas as partes constatou-se que o nascimento das Igrejas orientais católicas está intimamente ligado à questão do primado do bispo de Roma na Igreja. A questão, portanto, deve ser enfrentada em relação com o maior problema nas relações entre católicos e ortodoxos.

2. Sobre o "Primado Petrino", o Pontifício Conselho para a Unidade dos Cristãos (PCPUC) organizou um simpósio acadêmico, em meio de 2003, com relações paralelas de católicos e ortodoxos, sobre quatro temas: a) O fundamento bíblico do primado, b) O primado no pensamento dos Padres da Igreja, c) O papel do bispo de Roma nos Concílios ecumênicos, d) As discussões recentes sobre o primado em relação ao Concílio Vaticano I e sobre o primado entre os teólogos ortodoxos. Não se tratava de um diálogo oficial, mas de um simpósio acadêmico com características próprias. A busca da plena comunhão, contudo, enriquece-se com todas as contribuições (relações fraternas, pesquisas nos institutos de teologia, diálogo estruturado por meio de comissões mistas, oração, etc). As Atas foram publicadas.

3. Nos últimos anos, intensificaram-se as relações com algumas Igrejas que, no passado, haviam-se mostrado menos interessadas nas relações com a Igreja Católica. Após a visita do Santo Padre a Atenas (2001), a Igreja da Grécia enviou a Roma, pela primeira vez, uma delegação sinodal (8-13 de março de 2002). Em resposta, a Igreja Católica enviou a Atenas (10-14 de fevereiro de 2003) uma delegação, presidida pelo cardeal Kasper, e se instaurou uma ativa cooperação em vários campos. As relações com a Igreja da Grécia seguem também outras vias. Recordo uma: em 2003, celebrou-se em Joannina (Grécia) o VIII simpósio sobre a "Espiritualidade no Oriente e Ocidente e as influências recíprocas", organizado pela Faculdade teológica da Universidade de Tessalônica e pelo Ateneu "Antonianum" de Roma.

4. O Santo Padre visitou a Bulgária em 2002 (23-26 de maio). O cardeal presidente do PCPUC viajou ao país em outubro do mesmo ano (7-9 de outubro). A um ano de distância da visita do Papa, uma delegação do Santo Sínodo de Sofia visitou Roma (22-27 de maio de 2003). Naquela ocasião inaugurou-se o uso litúrgico, por parte da Comunidade ortodoxa de Roma, da Igreja dos santos Vicente e Anastásio, junto à Fonte de Trevi. A busca da comunhão implica solidariedade e intercâmbio de dons.

5. O presidente do PCPUC visitou a Igreja da Sérvia (10-15 de maio de 2002). Uma delegação do Santo Sínodo do Patriarcado da Sérvia devolveu a visita a Roma (3-8 de fevereiro de 2003). O Santo Sínodo daquela Igreja e a Conferência Episcopal Católica do país celebram agora encontros com regularidade.

6. Após a visita do Santo Padre à Romênia (7-8 de maio de 1999) e a do Patriarca Teoctist a Roma (7-13 de outubro de 2002) --eventos significativos das relações fraternas, apesar dos problemas ainda abertos no país entre greco-católicos e ortodoxos pela questão dos lugares de culto--, foi conferido ao presidente do PCPUC um doutorado "Honoris causa" conjuntamente por quatro faculdades teológicas de Cluj, a faculdade ortodoxa, a greco-católica, a católica latina e a protestante.

7. Nos últimos anos, houve uma tensão entre o Patriarcado de Moscou e a Igreja Católica. A Igreja russa rejeitava a Igreja Católica, a seu modo de ver, por atos de proselitismo e novo impulso à prática do "uniatismo" na Ucrânia. Houve várias iniciativas de esclarecimento. Foi importante a visita do cardeal Kasper a Moscou em 2004 (17-23 de fevereiro). Foi instituído, portanto, um grupo conjunto de trabalho entre a Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa, na Federação russa, para a solução dos problemas práticos existentes entre as duas Igrejas neste país. Posteriormente, o grupo manteve dois encontros, em maio e setembro (2004).

8. O cardeal presidente do PCPUC visitou a Igreja Ortodoxa na Bielorússia (15-18 de dezembro de 2002) e iniciou com a mesma uma relação positiva.

9. Com as Antigas Igrejas do Oriente (copta, etíope, síria, armênia) em seu conjunto, a partir dos acordos cristológicos e dos resultados dos diversos diálogos bilaterais, iniciou-se um diálogo teológico oficial em 2002. A primeira reunião da Comissão mista aconteceu no Cairo, em janeiro de 2004; a segunda acontecerá em Roma, em janeiro de 2005.

10. Com a Igreja Assíria do Oriente constituiu-se uma Comissão mista de diálogo. A próxima reunião acontecerá em Londres, de 18 a 24 de novembro. Serão estudados, principalmente, dois temas: a tradição teológica da antiga Igreja da Mesopotâmia e a eclesiologia de comunhão, segundo as tradições assíria e a católica.

11. Com o Patriarcado de Constantinopla mantêm-se relações regulares e freqüentes. Quando surgem dificuldades ou incompreensões resolvem-se diretamente. O intercâmbio regular de delegações para a festa de Santo André ao Fanar e dos Santos Pedro e Paulo em Roma oferece um instrumento útil de conversações diretas. O Patriarca Ecumênico S. S. Bartolomeu I esteve em Roma para a festa dos Santos Pedro e Paulo deste ano. Naquela ocasião, pediu ao Santo Padre as relíquias de São João Crisóstomo e de São Gregório Nazianzeno, patriarcas de Constantinopla, que se encontram na Basílica de São Pedro. Ao final deste mês Sua Santidade Bartolomeu I virá a Roma para receber do Santo Padre a doação das relíquias. Será a ocasião para um novo encontro. Esta intensificação de contatos ajudará um novo início do diálogo teológico. O decreto UR segue dando inspiração e orientações válidas.

Zenit


Home-page

© 2004 PIME-Net
Copyright © PIME-Net
Reprodução grátis desde que cite a fonte.
Enviar eventuais sugestões ou criticas para:
Redação - PIME-Net
Rua Joaquim Tavora n.º 686 - Vila Mariana
São Paulo - 04015-011
e-mail


Noticias do Ano 2009

Noticias do Ano 2008

Noticias do Ano 2007

Noticias do Ano 2006

Noticias do Ano 2005

Noticias do Ano 2004

Noticias do Ano 2003

Noticias do Ano 2002

Visite as outras páginas

[P.I.M.E.] [MUNDO e MISSÃO] [MISSÃO JOVEM] [P.I.M.E. - Missio] [Noticias] [Seminários] [Animação] [Biblioteca] [Links]

Voltar