Jornal - "MISSÃO JOVEM"

Educação

VAMPIROMANIA

A mais nova “mania” nacional entre alguns adolescentes e jovens e, porque não dizer, também entre certos adultos, é a vampiromania.

A telenovela global vem mais uma vez ditar aquilo que deve ser a mania do momento. Muitos dos nossos jovens aderem ao novo modismo, repetindo frases, freqüentando e promovendo festas, enfim, deixando-se inconscientemente manipular.

O ALERTA DE JESUS

Quando falava aos seus discípulos, Jesus afirmava que o dar a vida por seus amigos constituia-se na maior prova de amor. “Ninguém tem amor maior do que aquele que da a vida por seus amigos” (Jo 15, 13). Dizendo isso, ele coloca-se contra a cultura que se vem tentando estabelecer: a cultura do interesse, do receber e do tirar vantagem em tudo. Poderíamos até chamá-la cultura da sanguessugamania.

Isso mesmo, contrariando o conceito de amor que o Senhor nos deixou, estamos correndo a tentação de nos deixar levar pela sanguessugamania. Inúmeras, entretanto, são as pessoas que estão acordadas para esta manipulação.

DOAÇÃO DE SANGUE

Recentemente fui doar sangue para um jovem que estava necessitando. No HEMOSC (Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina) me deparei com um grande número de pessoas que voluntariamente também estavam doando seu sangue.

Devo dizer que durante todo o processo, ou seja, desde o atendimento na recepção, triagem clínica, doação e lanche, fomos tratados com muita atenção e cordialidade por parte da equipe hospitalar.

Na coleta é retirado um volume de aproximadamente 450 ml para doação e mais ou menos 45 ml para testes laboratoriais. Trata-se de um volume de sangue que não causa prejuízo nenhum à saúde do doador.

DOAÇÃO DE PLAQUETAS

Além da doação convencional, existe a doação de plaquetas, processo no qual é coletada, de um único doador, uma grande quantidade de plaquetas. Estas doações são em geral destinadas aos pacientes com leucemia, já que eles têm a medula óssea lesada pelo tratamento de quimioterapia e/ou radioterapia. Também os pacientes em cirurgias cardíacas, que têm suas plaquetas lesadas, podem necessitar de transfusão de plaquetas.

Nesse tipo de doação, conecta-se o aparelho ao doador, através da inserção de uma agulha em ambos os braços. O sangue, que nunca entra em contato com a máquina, passa por ela permane-cendo em tubos estéreis e descartáveis, retor-nando ao corpo do doador por outra veia. O processo dura em média 60 minutos. A medula óssea do doador facilmente repõe esta quantidade de plaquetas em 72 horas.

UM GRANDE AMIGO...

Pensando nessas informações, que li durante a doação, lembrei-me de um grande amigo que faleceu no ano passado, vítima da leucemia. Ozinel, que era filho único, faleceu aos 28 anos.

Certa vez, enquanto ele fazia quimioterapia no hospital, conversamos muito sobre seus projetos de ajudar outros que estavam na mesma situação. Ele pensava em poder escrever sobre o assunto, de fazer um site, de visitar associações de crianças com a doença, enfim, tinha muitas idéias, sonhos e esperanças.

Não podendo realizar o seu chamado de dar a vida por seus amigos, deixou em muitos outros amigos uma lição: não existe maior prova de amor que aquela que Cristo nos ensinou e testemunhou: “...dar a vida por seus amigos” (Jo 15, 13).

O SANGUE NA BÍBLIA

No Antigo Testamento, o sangue é considerado a vida do ser vivo. Por essa razão, proibia que alguém se nutrisse com sangue (Gn 9,4; Lv 17,10ss), já que a vida é dada por Deus e está sob seu domínio.

Já no Novo Testamento, o sangue da Eucaristia se diferencia das concepções hebraicas, pois o sangue de Jesus é proposto como bebida (Mt 26,27ss; Mc14,23ss...).

Nós temos a sorte de termos sido redimidos pelo sangue de Cristo, o sangue que Ele derramou na Cruz, reconciliando-nos e lavando-nos de nossos pecados. Jesus resgatou a humanidade com o preço do seu sangue.

Você precisa:

• Estar entre 18 e 60 anos
• Ter mais de 50 Kg
• Estar bem de saúde
• Não ter tido hepatite ou doença de chagas
• Não ser usuário de drogas
• Não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores.

Entre outras, você ganha:

• Um exame de sangue completo
• Uma carteira com seu tipo sanguíneo
• A satisfação de ter ajudado alguém.

Com seu testemunho confirmou assim sua afirmação:
“Ninguém tem amor maior do que aquele que dá vida por seus amigos”
(Jo 15, 13)
.

LIÇÕES PARA A VIDA

O que podemos colher de tudo isso?

Sem sombra de dúvidas, doar sangue é doar vida. É seguro e eficaz, além de salvar dezenas de milhões de vidas humanas. Na maior parte dos casos não há outro remédio. Sem a doação e a transfusão de sangue, um número enorme de pessoas, homens e mulheres, pais e mães de família, pessoas empenhadas no bem comum, crianças e jovens morreriam.

O homem moderno – cristão ou não – deveria se convencer que doar parte de seu próprio sangue é um ato do mais autêntico amor, diria mais, um dever. Toda pessoa deveria correr para ajudar os que estão em perigo de vida e oferecer genero samente seu próprio sangue. Isso é pura frater-nidade!

Estas sábias palavras de João Paulo II aos doadores de sangue resumem o que tínhamos a intenção de suscitar no coração do leitor: “Caríssimos, a doação de sangue é um grande gesto de solidarie-dade. Ela chega a envolver os aspectos mais profundos da personalidade humana, empenhando-a em viver autenticamente a espiritualidade do dom”.

Pe. Cláudio M. Cassiano Cordovil
Cx. Postal - n.º 5054 - Florianópolis - SC - 88040-970
pe.claudio@missaojovem.com.br

Visite as outras páginas

[P.I.M.E.] [MUNDO e MISSÃO] [MISSÃO JOVEM] [P.I.M.E. - Missio] [Noticias] [Seminários] [Animação] [Biblioteca] [Links]

Voltar